2 Quem foi que disse que pra tá junto precisa tá perto?

Fácil ter um amor por perto, todos os dias do lado, se vendo quando dá vontade, matando a saudade, um amor apaixonante, com fogo, desejo, atração, sonhos, conversas, passeios, músicas, momentos, enfim.
Desafio é ter esse mesmo amor, mas distante, sem nem se fazer ideia de como é o toque, o cheiro, o abraço, o beijo, o calor, mas ainda assim haver uma vontade, uma atração, uma química sobrenatural. Haver fogo, desejo, atração, sonhos, conversas, músicas, momentos, enfim.

Amar por perto é fácil. Sabe-se o exterior, mas nem sempre se sabe tão bem o interior um do outro quanto quem ama à distância sabe. A distância impõe limites, ao mesmo tempo em que “força” outros meios. Sem ter como ter o contato direto e pessoal, a única opção é correr pro telefone e por lá ficar horas. São essas horas as tão essenciais. Horas essas que muitas vezes um amor por perto não conhece. Horas que nos fazem conhecer de verdade e cada vez mais a fundo o outro. Horas indispensáveis e necessárias em qualquer amor. E quanto mais se falam, mais querem se falar, mais querem se conhecer, mais querem se ter, mais querem se amar, MAIS SE QUEREM em tudo!
Muitas vezes a distância aproxima muito mais e faz aparecerem sentimentos que antes eram inimagináveis. Junto mesmo está quem não sai da cabeça nem por um segundo, mesmo estando a quilômetros de distância, mas ainda assim está mais perto do que muitos do lado. Nem sempre estar perto significa estar junto.



2 comentário(s):

MArkito disse...

Sei bem como é ISso!

Dayane disse...

Sei muito bem como é ter um amor distante em e não que pra qualquer uma não tem que amar mesmo.
Post novo ^^
http://conversando-com-a-
lua.blogspot.com/

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

P�gina Anterior Pr�xima P�gina Home
 

Copyright © 2013 Chocolate e Coca-Cola // Elaborado por Débora Oliveira